A nova moda dos presídios é tentar entrar com drogas e celulares escondidos na alimentação – apreensões na região

A Secretaria da Administração Penitenciária informa sobre as diversas tentativas de entrada de ilícitos nos presídios  no último fim de semana (16 e 17/12). Chama a atenção a quantidade de apreensões de drogas e celulares em alimentos, cigarros, além de uma inédita de agulhas enfiadas em cotonetes. Graças ao trabalho dos valores agentes, porém, nada disso entrou nas unidades prisionais do Estado.

Todo visitante flagrado tentando entrar com objetos proibidos como drogas e celulares é levado à Delegacia de Polícia local para registro de Boletim de Ocorrência e suspenso do rol de visitas. O preso que receberia o ilícito é isolado e responde a Procedimento Apuratório Disciplinar.

Pacaembu

No último sábado, 16, Penitenciária “Ozias Lúcio dos Santos”de Pacaembu durante inspeção  através do scanner corporal, foi detectado uma imagem suspeita em  companheira de sentenciado da unidade. Indagada, ela disse estar com absorvente íntimo, foi pedido para que ela o trocasse. Este foi revistado, sendo encontrada uma porção de maconha.

Osvaldo Cruz

Durante revista da sacola pertencente a pai de reeducando da Penitenciária de Osvaldo Cruz, agentes verificaram que os bastões , tipo cotonetes, estavam rígidos. Ao submetê-los ao aparelho de Raio X, verificou-se que continham hastes metálicas camufladas (agulhas). O fato aconteceu no último sábado, 16.

Junqueirópolis

No domingo, 17, três mulheres foram flagradas tentando entrar com ilícitos na Penitenciária de Junqueirópolis: por volta das 11h40, durante o procedimento de revista por meio de scanner corporal, companheira de sentenciado foi flagrada com um invólucro oculto em suas partes íntimas com 233,6 gramas de cocaína. No mesmo dia, por volta das 11h45, outra companheira de outro preso, também submetida a revista por meio do scanner corporal, também possuía um invólucro oculto em suas partes íntimas, que continha 258,1 gramas também de cocaína. Mais tarde, outra visitante, porém desta vez mãe de outro sentenciado, também foi surpreendida pelo scanner com invólucro nas partes íntimas contendo 143,8 gramas de maconha e ainda 312,1 gramas de cocaína.

Pracinha

Visitante de sentenciado da Penitenciária de Pracinha acionou por duas vezes o detector de metais da unidade. Questionada, ela retirou espontaneamente em local reservado um invólucro de aproximadamente 11 centímetros, que aberto, continha em seu interior dois  micro aparelhos de telefonia celular. O fato aconteceu no domingo, 17.

Presidente Bernardes

No sábado, 16, na Penitenciária  “Silvio Yoshihiko Hinohara” de Presidente Bernardes, por volta das 10h,  ao passar pelo procedimento de revista no scanner corporal, agentes notaram uma imagem estranha não identificada na  genitália de companheira de sentenciado da unidade. Questionada, a mesma alegou que não havia nada introduzido, concordando em a ir até a Santa Casa local para realização de exames de raio x. Ao passar pelo exame, foi constatada a presença de invólucro introduzido nos genitais. A visitante acabou retirando-o de livre e espontânea vontade, sendo constatado que se tratava de maconha.

Lavínia 

Foram duas ocorrências no domingo, 17, uma na Penitenciária I (P I)  “Vereador Frederico Geometti”, outra na Penitenciária II (PII)  “Luis Aparecido Fernandes”, ambas de Lavínia. Na PI,  agentes encontraram em meio aos pertences trazidos por companheira de sentenciado da unidade pães recheados de maconha. Na PII, ao passar pelo aparelho de body scanne, esposa de sentenciado da unidade, o equipamento indicou materiais no bolso de sua calça. Solicitado para verificar os materiais, foi constatado que se tratava de 14  cigarros, que ao examinar continham maconha em dez deles.

Dracena

Ao revistar os pertences no interior de uma sacola plástica que continha maços de cigarros, trazidos por visitante de sentenciado da Penitenciária “ASP Adriano Aparecido de Pieri” de Dracena, agentes encontraram em seu interior um chip (cartão de memória) com capacidade de 2 GB. O fato aconteceu no domingo, 17.

Mirandópolis

No sábado, 16, na Penitenciária “Nestor Canoa”  de Mirandópolis, durante revista realizada com o aparelho de Raio X no ”jumbo” de mãe de sentenciado da unidade, o funcionário que estava operando o equipamento teve êxito em visualizar e apreender no interior de um pote de alimentação, oito porções de massa epóxi ocultos em meio a lanches.

Por Assessoria de Imprensa SAP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *