Reflexões

Uma escola de vida

A nossa capacidade vem de Deus. 2 Coríntios 3:5, NVI

A colportagem (venda de livros de casa em casa) foi a escola mais desafiadora de minha vida. Quando fui convidado para colportar, eu estava no ensino médio. Era muito tímido e não imaginava como poderia vender qualquer coisa. Para falar a verdade, até o líder que me convidou não acreditava muito que daria certo.

Meus pais preferiam que eu fosse para casa reencontrar a família nas férias. Mas eu estava convencido de que aquela experiência seria importante para meu crescimento. Então, escrevi uma carta para eles destacando com letras maiúsculas e sublinhando: vou colportar. Eles respeitaram minha decisão e, assim, parti para uma das experiências mais enriquecedoras da vida.

Decidir colportar foi fácil. O difícil foi encarar os clientes e convencê-los a comprar. Busquei coragem na oração e segui em frente com muita energia. O campo de trabalho era distante da igreja central de Passo Fundo, no Rio Grande do Sul, onde estava hospedado com a equipe de estudantes. Todos os dias precisava caminhar cerca de 30 minutos para chegar lá.

No primeiro dia, o líder da equipe foi comigo para me ensinar. Assisti à primeira e à segunda oferta que ele fez. Na terceira, era minha vez, porém ainda não estava seguro. Pedi que ele fizesse apenas mais uma. No entanto, quando chegamos à casa de uma costureira, diferente do que tínhamos combinado, ele disse que eu faria a apresentação. Fui muito mal, mas, milagrosamente, ela comprou os livros.

Colportei várias férias. Essa foi uma escola em que aprendi a expressar minhas ideias, refutar objeções e depender de Deus. Até hoje recomendo aos estudantes, ou mesmo aos profissionais, que experimentem essa obra de manutenção própria, mas que é sustentada pelo Senhor. Cada vez que encontro um colportor dedicado, tenho a clara percepção de que estou diante de um herói que cumpre a missão, vive bem perto dos milagres de Deus e depende deles cada dia.

Se você deseja dedicar sua vida mais intensamente à obra do Senhor, experimente a colportagem. Foi uma bênção para mim e também será para você. Se Ele já está usando você de outra forma, faça seu melhor, não tenha medo dos desafios e lembre-se de que nossa capacidade vem de Deus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Reflexões

Uma escola de vida

A nossa capacidade vem de Deus. 2 Coríntios 3:5, NVI

A colportagem (venda de livros de casa em casa) foi a escola mais desafiadora de minha vida. Quando fui convidado para colportar, eu estava no ensino médio. Era muito tímido e não imaginava como poderia vender qualquer coisa. Para falar a verdade, até o líder que me convidou não acreditava muito que daria certo.

Meus pais preferiam que eu fosse para casa reencontrar a família nas férias. Mas eu estava convencido de que aquela experiência seria importante para meu crescimento. Então, escrevi uma carta para eles destacando com letras maiúsculas e sublinhando: vou colportar. Eles respeitaram minha decisão e, assim, parti para uma das experiências mais enriquecedoras da vida.

Decidir colportar foi fácil. O difícil foi encarar os clientes e convencê-los a comprar. Busquei coragem na oração e segui em frente com muita energia. O campo de trabalho era distante da igreja central de Passo Fundo, no Rio Grande do Sul, onde estava hospedado com a equipe de estudantes. Todos os dias precisava caminhar cerca de 30 minutos para chegar lá.

No primeiro dia, o líder da equipe foi comigo para me ensinar. Assisti à primeira e à segunda oferta que ele fez. Na terceira, era minha vez, porém ainda não estava seguro. Pedi que ele fizesse apenas mais uma. No entanto, quando chegamos à casa de uma costureira, diferente do que tínhamos combinado, ele disse que eu faria a apresentação. Fui muito mal, mas, milagrosamente, ela comprou os livros.

Colportei várias férias. Essa foi uma escola em que aprendi a expressar minhas ideias, refutar objeções e depender de Deus. Até hoje recomendo aos estudantes, ou mesmo aos profissionais, que experimentem essa obra de manutenção própria, mas que é sustentada pelo Senhor. Cada vez que encontro um colportor dedicado, tenho a clara percepção de que estou diante de um herói que cumpre a missão, vive bem perto dos milagres de Deus e depende deles cada dia.

Se você deseja dedicar sua vida mais intensamente à obra do Senhor, experimente a colportagem. Foi uma bênção para mim e também será para você. Se Ele já está usando você de outra forma, faça seu melhor, não tenha medo dos desafios e lembre-se de que nossa capacidade vem de Deus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *