Categories Tecnologia

Amazon armazenará dados para astrônomos chilenos em meio a impulso na América Latina

(Reuters) – A Amazon Web Services, unidade da Amazon, informou que ajudará os astrônomos do Chile a obter grandes quantidades de dados usando seus serviços de computação em nuvem, um passo simbolicamente importante para a gigante do varejo e do entretenimento conforme ela procura se expandir na América Latina.

A Amazon armazenará dados e imagens tiradas de telescópios no deserto de Atacama, no Chile, e oferecerá aos pesquisadores as ferramentas para acessá-las em qualquer lugar, disse Jeffrey Kratz, gerente-geral do setor público da Amazon Web Services (AWS) na América Latina, Caribe e Canadá.

“O Chile tem mais de 70 por cento dos telescópios pesquisando… o céu noturno, mas 83 por cento dos dados não podem ser guardados porque não têm capacidade de armazenamento em muitos desses locais”, disse Kratz à Reuters.

“Eles ficam frustrados porque não conseguem maximizar a incrível pesquisa que estão fazendo.”

O papel da Amazon como membro fundador do projeto de pesquisa público-privado, chamado de Chilean Data Observatory (Observatório de Dados Chileno), dá a ela uma entrada fundamental em um mercado onde está procurando expandir-se.

A Amazon —que controla quase um terço do negócio global de computação em nuvem, à frente das rivais Microsoft e Google— vem se esforçando para atrair instituições públicas na América Latina para armazenar seus dados online em vez de em máquinas físicas.

Kratz disse que a Amazon, que investiu “milhões de dólares” no projeto, não teria acesso aos dados, que permanecerão criptografados. O acesso será concedido apenas aos participantes selecionados pelo Observatório de Dados Chileno, sem fins lucrativos.

A AWS é uma parte lucrativa e em rápido crescimento dos negócios da Amazon. A companhia disse em janeiro que a receita do quarto trimestre subiu 45 por cento, para 7,43 bilhões de dólares.