Sobre o Autor

Morgan Howen

Morgan is an example author of everest news. She has just a dummy image & content. Sedut perspiciatis unde omnis iste natus error sit voluptatem accusantium doloremque

Caravina, prefeito de Bataguassu, explica aumento de casos da Covid-19 no município

O prefeito de Bataguassu (MS), Pedro Arlei Caravina, falou sobre a situação do coronavírus na cidade, na manhã desta segunda-feira (06), durante entrevista ao jornalista Wagner Bueno, no Programa Bom Dia Cidade da Rádio Vale FM 91,1 de Presidente Epitácio.

Caravina explicou o crescimento repentino no número de casos da doença e tranquilizou a população: “não é motivo para pânico, mas não podemos relaxar”, falou.

De acordo com o prefeito, o frigorífico Marfrig, instalado em Bataguassu, em um acordo com o Ministério Público do Trabalho, realizou uma testagem em massa em seus funcionários, o que fez com que os números saltassem de 64 para 251 em apenas um dia.

O prefeito ainda explicou que foram realizados 1.300 testes, adquiridos pelo próprio frigorífico, com acompanhamento da Vigilância Sanitária do município. A maioria dos funcionários que testaram positivo sequer sabiam que tiveram a doença, por serem assintomáticos. Apenas dezenove pessoas, em relação aos colaboradores do Marfrig, são consideradas ativas da Covid-19 e estão em isolamento domiciliar.

O aumento dos casos fez com que o poder executivo tomasse algumas medidas de prevenção e contenção da doença. Na última sexta-feira (03), passou a valer o decreto municipal 165/2020, onde por um prazo de 14 dias, ficam novamente suspensas missas e cultos religiosos; cursos presenciais, incluindo auto escola; consumo presencial em bares, restaurantes e lanchonetes; atividades em academias e funcionais, entre outras. O comércio pode funcionar com restrições e obedecendo medidas de segurança. O prefeito informou ainda que continua valendo o toque de recolher, às 22 horas (horário de Brasília).

O último boletim divulgado pela prefeitura, neste domingo (05), apontava que Bataguassu tem 259 casos confirmados, sendo 198 recuperados, 58 ativos em tratamento domiciliar e 3 pessoas internadas, com previsão de alta ainda esta semana.

Caravina, que também é presidente da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul), falou sobre a crescente de casos no centro oeste do país, mas que, ainda assim, a capacidade de ocupação de leitos nos hospitais fica abaixo de 50%. “Quanto mais pessoas testadas, mais casos serão descobertos. Alguns estudos brasileiros sobre a testagem em massa demonstram que os municípios podem ter até 20% da população com o coronavírus sem apresentarem sintomas”, como aconteceu em Bataguassu.

O chefe do executivo também declarou que a posição da Assomasul é a favor do adiamento das eleições municipais para 2022, unificando as eleições brasileiras para todas as esferas. Para isso, levam em consideração fatores como as condições sanitárias e que realizar eleições em meio a pandemia poderia ser antidemocrático, já que candidatos do grupo de risco teriam dificuldades em fazer campanha política.

Arlei Caravina revelou que participou de uma videoconferência com o ministro Luís Roberto Barroso, presidente do Tribunal Superior Eleitoral, onde Barroso demonstrou preocupação com a data das eleições e apontou que, se até setembro a curva do contágio do coronavírus não cair, o Congresso terá que rediscutir a decisão de realizar as eleições em novembro de 2020.

Clique aqui e assista entrevista com o prefeito Caravina para a Vale 91.1 FM.

Por Portal Bueno

Venceslau Editor

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com