Categories Região

Encontrado corpo de advogado de Pirapozinho que estava desaparecido desde terça-feira

Em operação conjunta desenvolvida pelas polícias Civil e Militar na tarde desta quinta-feira, dia 31, foi realizada a prisão do rapaz de 26 anos suspeito de assassinar o advogado e professor Wagner Alonso Álvares, que estava desaparecido desde a última terça-feira, dia 29. O corpo da vítima também foi encontrado às margens de uma estrada de terra localizada na zona rural de Tarabai (SP).

O G1 noticiou matéria completa na tarde dessa quinta-feira, dia 31, e nela consta que os policiais militares chegaram ao local depois de terem sido acionados por populares que haviam detido o suspeito de envolvimento no crime e que ainda o mantinham amarrado à espera da corporação, em um barraco de alvenaria, onde ele pedia por socorro, nas proximidades do lugar onde tinha sido encontrado o carro da vítima na quarta-feira, dia 30.

Ainda conforme dados da Polícia Militar, uma equipe encontrou primeiramente o rapaz, que confessou o crime e depois direcionou os policiais ao local onde estava o corpo da vítima. A Polícia Militar manteve o local preservado para os trabalhos de investigação. A Polícia Civil configurou o crime como latrocínio consumado em razão da morte da vítima para o roubo do carro de sua propriedade.

Photo

As investigações indicaram que a vítima foi assassinada ainda na terça-feira, dia 29, cerca de 40 minutos após ter sido vista pela última vez.

O corpo do advogado e professor foi encontrado pelos policiais no chão, em uma área de matagal, às margens de uma estrada de terra e embaixo de um pé de manga.

Segundo as investigações, a vítima foi assassinada com facadas no pescoço.

O suspeito que confessou o crime vai cumprir inicialmente uma prisão temporária decretada pela Justiça pelo prazo de cinco dias. Ele foi encaminhado à Delegacia da Polícia Civil, em Pirapozinho (SP), de onde será encaminhado posteriormente à Cadeia de Presidente Venceslau (SP).

De acordo com a Polícia Militar, o rapaz, identificado como Douglas Fernandes da Cruz, de 26 anos, confessou que assassinou a vítima a facadas e não explicou o motivo do crime.

Com informações: G1 Prudente

Por Portal Bueno

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *