Sobre o Autor

Morgan Howen

Morgan is an example author of everest news. She has just a dummy image & content. Sedut perspiciatis unde omnis iste natus error sit voluptatem accusantium doloremque

EUA exigirão testes negativos de Covid-19 de todos os passageiros do Reino Unido

WASHINGTON (Reuters) – O governo dos Estados Unidos exigirá a partir da próxima segunda-feira que todos os passageiros que chegarem de voos vindos do Reino Unido apresentem testes negativos de Covid-19 realizados 72 horas antes da partida, por causa de preocupações sobre uma nova variante do coronavírus que pode ser mais transmissível.

O Centro para Controle e Prevenção de Doenças (CDC) disse em um comunicado na última quinta-feira que todos os passageiros que chegarem de voos do Reino Unido devem testar negativo para voar para os Estados Unidos. O CDC disse que a medida será assinada nesta sexta-feira e entrará em vigor na segunda-feira.

A decisão se dá após o surgimento de uma nova variante altamente contagiosa do coronavírus na Grã-Bretanha, que levou muitos países a fecharem suas fronteiras para viajantes de lá.

Um representante do FCDO, o escritório de Relações Exteriores do Reino Unido, disse nesta sexta-feira que o governo está em “contato próximo com as autoridades dos EUA e trabalhando urgentemente para minimizar essa questão tanto quanto possível”.

“Os viajantes britânicos devem seguir a orientação das autoridades dos EUA e falar com suas companhias aéreas sobre as opções de viagem.”

Na quinta-feira, a United Airlines e a Delta Air Lines disseram que estavam exigindo que todos os passageiros em voos do Reino Unido para os Estados Unidos apresentassem um teste negativo de Covid-19 feito até 72 horas antes da viagem.

O CDC disse na noite de quinta-feira que os passageiros devem testar negativo por PCR ou teste de antígeno. O CDC disse que “os vírus mudam constantemente por meio de mutação, e análises preliminares no Reino Unido sugerem que esta nova variação pode ser até 70% mais transmissível do que as variantes em circulação anteriormente”.

O CDC observou que em março o presidente Donald Trump suspendeu a entrada de quase todos os estrangeiros que visitaram o Reino Unido, o que reduziu as viagens aéreas da Grã-Bretanha para os EUA em cerca de 90%.

De acordo com a nova política, os passageiros que partem do Reino Unido para os Estados Unidos devem fornecer documentação por escrito do resultado do teste de laboratório (em papel ou via eletrônico) para a companhia aérea, segundo o CDC. As companhias aéreas devem validar os resultados de teste negativos de todos os passageiros antes deles embarcarem. Se o passageiro decidir não fazer o teste, a companhia aérea deve recusar o embarque.

Na segunda-feira, as três companhias aéreas que voam de Londres para o aeroporto JFK – Delta, British Airways e Virgin Atlantic – concordaram com um pedido do governador de Nova York, Andrew Cuomo, para rastrearem os passageiros da Grã-Bretanha.

Nos EUA, as companhias aéreas já reduziram drasticamente os voos para o Reino Unido, bem como para o resto da Europa.

Venceslau Editor

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com