Zaha, do Palace, é alvo de racismo online

(Reuters) – Wilfried Zaha, jogador do Crystal Palace, foi vítima de racismo nas redes sociais e compartilhou imagens do ocorrido antes do jogo contra o Aston Villa pela Premier League no domingo.

O jogador, que é da Costa do Marfim, tuitou imagens de mensagens que recebeu de um indivíduo no sábado, que incluíam um dos membros da organização de supremacia branca Ku Klux Klan.

A polícia de West Midlands disse no domingo que um jovem de 12 anos de Solihull havia sido levado sob custódia por enviar mensagens racistas para um jogador de futebol. Eles não citaram Zaha.

“Fomos alertados sobre uma série de mensagens racistas enviadas a um jogador hoje e, após fazermos análises e verificações, prendemos um garoto”, disse a polícia no Twitter.

A Premier League condenou o incidente em seu site oficial. 

“Este comportamento é totalmente inaceitável e a Premier League apoia @wilfriedzaha ao se opor a isso e a qualquer tipo de discriminação”, disse.

“Não existe #NenhumEspaçoParaRacismo, em lugar algum. Nós vamos continuar a apoiar jogadores, gestores, técnicos e seus familiares que sofram discriminação online.”

O Aston Villa disse que estava trabalhando com a polícia e que iria banir permanentemente o culpado.

Por Shrivathsa Sridhar, Rohith Nair, Zoran Milosavljevic

Venceslau Editor

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com